Comunidade do Sul da Ilha representada por Celso Augusto Bento, administrador de empresas e novo morador da região, procurou a Meta Serigrafia e Digital para confecção de uma placa para alertar os indivíduos que costumam cometer este tipo de crime na região. Segundo a Luciana do portal do Ribeirão a frequência de animais abandonados é quase diária, o que torna algo alarmante. Maria Julia, nossa colaboradora e futura gestora deste blog, lembra que a placa é uma forma de conscientização das pessoas que deveriam saber que o animal não é algo descartável, ao adotar ou comprar a responsabilidade é  até o fim dos dias desses “serumaninhos”, como diz o Marco Lucky em seu personagem no programa altas horas.

× WhatsApp